As origens da pobreza de Mogi

As origens da pobreza de Mogi

Por Paulo Pinhal

Não se sabe com certeza

A origem de nossa pobreza

Na Mogi de antigamente

Até a dúvida com sua origem a gente sente

Por falta de títulos de nobreza

O império pouco passou por aqui

A localização e a natureza

Colaborou com a terra do caqui

Por aqui de nobre apenas um marinheiro

Que vinha para uma chácara no verão

Tinha pouco dinheiro

Mas ostentava o título de Barão

Artur Silveira Mota, simples marinheiro

Que pela diplomacia conquistou

Mesmo sem dinheiro e pai

Tinha o título de Barão de Jaceguai

Veio a industrialização

Entre elas a grande Mineração

Trazendo mineiros com baixos salários

Serviu de referencia para todos os proletários.

Outras indústrias vieram, mas o estrago estava feito

A Mineração como indústria fez até prefeito

Servindo como referencia os salários eram baixo

A colônia japonesa ajudou plantando cachos

Região privilegiada, por sua localização

Ficou as margens do progresso

Um desvio da Rio São Paulo que por aqui passava

Surgindo a Dutra que do progresso distanciava

A cidade de certa forma foi preservada

Da grande transformação

Mas leva em sua história

A história de pobreza e frustração

Mas tudo na vida tem dois lados

Se Mogi sofre com a sina da pobreza

O povo mogiano,

Traz dentro de si uma grande riqueza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *