Parque Urbano do Mogi Moderno

Transformar uma reserva ecológica que existe no Mogi Moderno em um parque urbano. Esta é a proposta que o arquiteto Paulo Pinhal pretende apresentar à Prefeitura de Mogi para garantir a preservação da área ambiental naquela região. O local indicado fica entre os bairros Vila Rei e o Conjunto Bertioguinha, onde há mata, nascentes e grande quantidade de pássaros e animais silvestres.

O arquiteto explica que já lançou essa ideia nas redes sociais e teve boa aceitação entre os internautas, o que o estimulou a levar o plano adiante. “Com um pré-estudo arquitetônico elaborado, vamos apresentar aos nossos administradores e à sociedade, visando ter o apoio para que este parque venha a ser uma realidade”, esclarece.

Ele conta que falou sobre o projeto ao prefeito Marcus Melo (PSDB), que acenou positivamente à proposta. Também conversou com técnicos da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente. O próprio titular da Pasta, o secretário Daniel disse ontem a O Diário que, apesar de não conhecer os detalhes, está disposto a se reunir com Pinhal para tratar do assunto.

O plano prevê a instalação do parque em área de 30 mil m², mas pode chegar a 60 mil m², se considerar outro espaço que existe do outro lado da rua, onde poderia ser implementado um projeto urbanístico, com equipamentos públicos de fins culturais para atrair a comunidade. Pinhal entende ainda que o ideal seria a criação de um projeto sustentável, por meio da parceria com a iniciativa privada, para evitar custos ao Município. Para isso, sugere a instalação de estabelecimentos privados com a finalidade de explorar e manter um espaço integrado e diversificado em suas funções. Além de praça de alimentação, ele acredita que o local poderia oferecer atividades ecológicas, educação ambiental, atividades de arvorismos, entre outras.

“A nossa Cidade vem praticando na última década, em nome do “progresso”, um uso do nosso solo de maneira totalmente errada. A Cidade se rendeu à exploração imobiliária em todos os níveis. É bom a Cidade crescer, mas com respeito à qualidade de vida e isto não vem ocorrendo em Mogi. A proposta de criar um parque urbano tem o objetivo de preservar o restinho de mata que existe e proporcionar que seja feito um manejo dessa reserva, aproveitando as compensações de árvores existentes na Cidade, plantando espécies nativas”, comenta.

Na opinião do arquiteto, essa é a hora ideal para tratar do assunto, já que a Prefeitura está discutindo as propostas para elaboração do Plano Diretor do Município, que vai definir as propostas, prioridades e planejar Mogi para o futuro. “Esse é o momento de refletir qual é a Cidade que queremos para os próximos anos. Aproveitamos a oportunidade e apresentamos a proposta de preservar a área existente no Mogi Moderno, que é um pulmão de oxigênio para a região”, reforça.

Silvia Chimello

O Diário de Mogi – 31 de janeiro de 2018

2 respostas para “Parque Urbano do Mogi Moderno”

  1. Mogianos compartilham do desejo de, entre outras reivindicações, ter ambientes saudáveis com ar fresco, respeito à natureza e de ter qualidade de vida com visitas a parques ecológicos ! Será um ganho para cidade e que essas iniciativas se multipliquem! Parabéns!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *